LIVRO RAUL POR TRÁS DAS CANÇÕES: SHOW OURO DE TOLO, AVENTURAS E DESVENTURAS DE RAUL SEIXAS EM ITAITUBA CIDADE PEPITA DO TAPAJÓS

LIVRO TEM UM CAPITULO SKBRE NOSSa região

Raul Seixas por trás das canções, uma radiografia, uma ressonância biográfica como jamais li, muito bem escrita pelo jornalista Carlos Minuano, 234 páginas editora best-sellers.  Nele o autor transita com muita Mestria apesar de se tratar de um desafio alguém retratar a grandeza de um artista incomparável como Raul Seixas.  Em Raul por trás das canções somos inseridos num universo homérico, numa jornada quixotesca entre o possível e o inacreditável  na vida e discografia do maluco beleza, do filosofo popular, do cronista de almas que dava essência a tudo que criava em suas letras e sons.  

O livro distribuído em capítulos disseca e detalha tudo que serviu de matéria prima para gerar obras eternas e inesquecíveis onde o titulo do livro já simboliza, expressa, Raul por trás das canções, Raul era as canções as canções eram Raul um anarquista talentosos que sabia colocar caos na ordem, sabia interpretar a si mesmo esse desnudar entre guitarras, palcos e outros universos desconhecidos para muitos, mas que estavam incorporado, incrustados aos seus estilo de vida.

Carlos Minuano como um bandeirante indômito em varação garimpando tesouros passados, consegue resgatar com muita propriedade uma relíquia que poderia fenecer apenas no imaginário do povo, mas nesse livro concretiza o sonho dos que não conheciam os bastidores, as facetas, de um gênio incompreendido, amado e odiado ao mesmo tempo que era Raul Seixas.   O livro amealha, junta um relicário precioso, um livro para ser lido,  guardado, preservado como uma referência de autobiografia, diferente de tudo que você já deve ter ido ou conhecido versando sobre Raul Seixas.

O livro não repete clichês, não reprisa fatos corriqueiros da vida do grande astro do Rock, o livro “mata a cobra e mostra o pau” com episódios picantes, trágicos, cômicos, num autorretrato multifacetado. O livro retrata época e situações sem necessariamente ser uma ordem cronológica, mas em cada narrativa esmiúça, reitera informa com riqueza de detalhes todos os passos musicais de Raul Seixas, uma espécie de Rei Midas que transformava tudo que tocava em sucesso ou fracasso e não importava ganhos ou perdas tudo era motivo para suas composições, Raul escrevia seu próprio roteiro caótico para gerar criações harmônicas,  o que tornou ainda mais desafiante escrever uma autobiografia desse naipe, tornando mais interessante essa leitura que diria imperdível para os fãs ou não fãs de Raul Seixas.

 Porém nesse breve comentário de quem leu o, livro de cabo a rabo, destaco um capitulo que o autor dedicou a nossa região denominado Faroeste Caboclo narrando os fatos escabrosos da passagem de Raul Seixas por Itaituba com shows no Marupá.   O show não foi na mítica cidade de Thor, mas nos garimpos de Marupá   e em Itaituba e pasmem o nome de sua turnê era Ouro de Tolo” . Não vou me deter em detalhes desse capitulo para aguçar ainda mais sua curiosidade. mas recomendo que comprem o livro,  muito mais que mais uma obra, diria que uma relíquia um registro documental para a posteridade.

Por Nazareno Santos

Jornalista/escritor-

Itaituba-Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat