COMISSÃO TÉCNICA VISTORIA HOSPITAL REGIONAL TAPAJÓS QUE TERÁ 157 LEITOS E SERÁ INAUGURADO NO SEGUNDO SEMESTRE DE 2020.

VEREADORES EM REUNIÃO DE TRABALHO COM COMISSÃO DA SESPA
VEREADORES NO GABINETE DO PRESIDENTE COM COMISSÃO TÉCNICA DA SESPA
fOTO-MARINALDO SILVA/WESLEN rEIS

Por solicitação da comissão de Saúde da Câmara e do Conselho Municipal de Saúde, uma equipe técnica liderada pela diretora da 9ª Regional do 9º CRS  SESPA, enfermeira Marcela Tolentino acompanhada das enfermeiras Aline Liberal, Diretora da 9ª CRS, divisão técnica do 9º CRS –SESPA e Patrícia Norma, também técnica da divisão de Organização controle e avaliação da 9ª CRS-SESPA estiveram em Itaituba.  

COMISSÃO COM VEREADORES NO REGIONAL-FOTO MARINALDO SILVA

 As oito da manhã desta quarta-feira 16 acompanhada pelos vereadores Manuel dentista,  Diego Mora, Emerson,  Maria Pretinha, Daniel do posto dado, presidente da Câmara Manuel Dentista e Davi Salomão, a comissão técnica vistoriou as obras no Hospital Regional do Tapajós que de acordo com Marcela Tolentino, o que  concerne à estrutura física a obra já está 99% concluída faltando pequenos detalhes que não mais comprometem sua conclusão.

No ensejo a comissão técnica e vereadores também conversaram com  o engenheiro responsável tirando dúvidas e se informando sobre o andamento da obra.  Um detalhe chamou a atenção pelo inusitado, mesmo sendo uma cidade menor que Santarém, o regional daqui terá mais leitos, enquanto Santarém dispões de 109, o regional Tapajós Itaituba terá 157 leitos, o que para a comissão ira minimizar, amenizar o impacto de atendimento de Santarém que hoje está sobrecarregado com pacientes de Itaituba e diversos  outro municípios que agora serão diretamente atendidos por Itaituba.

Após vistoria no prédio do Hospital regional a comissão se reuniu no gabinete do presidente da Câmara Manuel dentista aonde foram feitos vários questionamentos sobre a obra que está sendo aguardada com muita expectativa por Itaituba e munícios adjacentes. Na reunião de trabalho além do presidente estavam também os vereadores Davi Salomão, Daniel do Posto dado, Diego Mota e Cebola, e Gleimison e as vereadoras Maria pretinha e Antônia do Borroló. Várias perguntas foram feitas, todas respondidas por marcela Tolentino.  Sobre data exta para inauguração a enfermeira Marcela disse que não tinha uma data exata e não iria mentir sobre isso, mas deixou uma certeza, a de que nesse segundo semestre de 2020, com probabilidade do primeiro, o Hospital regional ser entregue a Itaituba e região cem por cento equipado e pronto para começar os atendimentos com quatro UTIS, sendo voltados para o atendimento de crianças, recém-nascidos e adultos

A diretor do9º CRS /SESPA explicou aos vereadores que a demora não é tanto pela obra a física já que essa está praticamente   concluída, mas sim os entraves burocráticos para a fase de equipar Hospital já que envolve licitações já que o mesmo será gerenciado por uma empresa privada odo setor de saúde .Porém informou que dois importantes equipamentos já estarão sendo instalados ainda esse mês quando dia 21  uma empresa estará em Itaituba implantando as salas de tomografia e Ressonância magnética. A enfermeira fez outras observações quanto a complexidade da obra como risco se queda de energia com queima de aparelhos que são de valores muito altos, enfatizando que a licitação é aberta para empresas privadas porque o processo é mais rápido se comparado  com o próprio estado se o mesmo fosse gerenciar a obra.

Ela inclusive criticou o que considera um grave problema que são as leis brasileiras, as mais complexas do mundo quando envolve processo de licitação, geralmente atraindo grandes empresas de estados como Brasília, Rio Grande do Sul. Mas esclareceu também que os 500 empregos que diretamente serão gerados prioritariamente serão preenchidos por pessoas aqui de Itaituba, Santarém e outras cidades claro que estejam também aptas para ocupar a vaga.

Para não deixar duvidas já que os vereadores são muito cobrados também sobre a inauguração do regional, o presidente da Câmara Manoel Diniz em nome de todos os vereadores elaborou um documento com várias perguntas a serem respondidas oficialmente pela SESPA, tais como empresa que está construindo, valores, prazo de entrega entre outros de cunho técnico mas que devem ser esclarecidas também para a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat