UNIVERSIDADE MAIS PRÓXIMA E MAIS ABERTA AO POVO. PUPUNHA COM CAFÉ PUPUNHA TRAZ PELO QUARTO ANO ESSE IMPORTANTE DEBATE.

MESA REDONDA
MESA REDONDA EM CONECTIVIDADE SOBRE ARTE E CULTURA NA UFOPA
PEQUENA PLATEIA PARA UM GRANDE EVENTO

Quais os caminhos ou atalhos   arte precisa pegar para desempenhar a contento seu o papel de levar transformação, entretenimento, reflexão a sociedade.  O 4º Café com Pupunha levou essa discussão na manhã desta segunda feira dia 19 no auditório da UFOPA promotora do evento através de sua biblioteca.   O quarto encontro teve uma mesa redonda com debates  versando  sobre arte/cultura, com intermediação do professor  Maico Chaves que é  responsável pela Biblioteca da Instituição de ensino federal e as presenças na mesa do diretor do Instituto Boanerges Sena, Cristóvão sena,   Priscila castro professora e coordenadora do projeto Sementes do amanhã, Dica Frazão mantenedora do Museu Dica Frazão que leva o nome de sua mãe, e Leandro Cazula,  professor em geografia e diretor do grupo teatral Iurupari,

O evento teve como principal atração o grupo teatral  Uirupari que apresentou a esquete Flor do medo baseada no poema congresso internacional do medo, do poeta Carlos Drummond de Andrade, propondo uma discussão ampla sobre sonhos , medos. Protagonismo histórico sociais e seus efeitos na sociedade, com performance apresentada pelo elenco composto por Karina Vasconcelos Rabelo, Larissa Feitosa dos Santos, Mateus enrique da Silva petry,  Raisse  Mel e Wendel Santos Freitas.

Cada represente das entidades interagiu com a plateia por 15 minutos falando cada um sobre suas experiências , trabalhos e desafios frente as suas entidades que buscam manter e reservar a cultura em Santarém.   Como o tema abordado foi a UFOPA em conectividade com a cultura arte,  literatura e música.    A proposta foi mostrar a importância que a instituição deve ter na comunidade também trazendo protagonistas vários para se inserir nas suas atividades. Priscila castro falou sobre o trabalho da instituição beneficente que dirige sementes do amanhã que atende crianças carentes com atividades musicais incluindo oficinas. Cristóvão sena falou das parcerias que tem tido com a prefeitura na impressão dos livros dentro do projeto memórias santarenas, mas que mesmo assim não é fácil gerenciar uma instituição que a cada ano vem crescendo muito no atendimento a comunidade em pesquisas.

APESAR DE SUA IMPORTÂNCIA HISTÓRICA,MUSEU NÃO TEM APOIO DO MUNICÍPIO

O DRAMA DE HELENA FRAZÃO.     

 Dentre as instituições presentes o   Museu Dica Frazão é o que vem passando por um momento dramático e mais difícil  por falta de apoio e só ainda não fechou graças a abnegação e amor da filha dedica Frazão,  Helena Frazão que inclusive  desabafou aos presentes que está aguardando que o prefeito Nélio Aguiar contemple o museu com apoio já  que o mesmo já empenhou sua palavra como gesto que tem a intenção de apoiar o Museu que é uma referência local e nacional mas corre o fisco de fechar se não tiver apoio já que Helena Frazão o dirige sozinho enfrentando muitas dificuldades . Ela precisa de vitrines para expor peças históricas de sua mãe e mais uma pessoa           que possa ajuda-la já que a demanda da pesquisa é alta e ela precisa arcar com tudo sozinha.

Na abertura do debate a plateia diversos representantes de entidades ou promotores culturais se manifestaram considerando que o 4º Pupunha com café hoje é uma ferramenta fundamental para traçar um painel uma radiografia do cenário cultural de Santarém onde cada artista, cada entidade ou segmento cultural vem mesmo com muita dificuldade fazendo seu papel, mas que precisaria da presença do poder público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat